O que é o VMware Cloud on AWS?

Padrão

Há quase 2 anos atrás, a VMware surpreendeu o mercado e em Outubro de 2016, anunciou uma parceria com a Amazon Web Services. A proposta da parceria é oferecer aos clientes uma experiência facilitada na adoção de nuvem híbrida, levando todo o stack de software-defined datacenter (SDDC) para dentro da nuvem da AWS.

aws-vmware

Pra quem está por fora e não faz a mínima ideia do que se trata essa parceria, vou fazer um breve resumo. A VMware sempre teve seus olhos voltados à nuvem privada e não teve muito sucesso ao tentar alavancar seu portfólio no mercado de nuvem pública com o vCloud Air (que posteriormente acabou sendo vendido para a OVH).

De outro lado, a AWS sempre foi uma das principais rivais da VMware nesse nicho. Digamos que, ao anunciar essa parceria, a VMware levantou a bandeira branca e declarou rendição ¯\_(ツ)_/¯.

A VMware entendeu que o caminho percorrido pelas empresas para uma abordagem híbrida de nuvem não é trivial, e com esse novo serviço, vai permitir que seus clientes reduzam esforço, complexidade e o custo de operação envolvido na implementação de uma nuvem híbrida. A AWS é líder e pioneira em nuvem pública, assim como a VMware é em nuvem privada. Sem dúvidas, trata-se de uma parceria de peso.

Na época, o CEO da VMware, Pat Gelsinger, afirmou que essa parceria foi fomentada para facilitar a vida dos clientes. E, de fato, facilita.

O cliente tradicional da VMware, que possui, por exemplo, vSphere e NSX, será capaz de estender o uso desses softwares para a nuvem pública da AWS. Trocando em miúdos, você vai ser capaz de criar uma nuvem híbrida com extrema facilidade, integrando seu datacenter on-premise com a nuvem pública da AWS. E detalhe: não existe curva de aprendizado, pois você não vai precisar lidar com uma nova tecnologia.

Quando eu digo “integrar”, estou falando de estender seu datacenter, de forma a criar uma ponte lógica entre seu datacenter local e o datacenter da AWS. Para manter as características de rede do seu datacenter on-premise, a VMware permite que você utilize o NSX Edge para usufruir da função de L2VPN (caso você não possua o NSX on-premise). Dessa forma, você se aproveita do que os gringos chamam de single pane of glass, que em português podemos interpretar como “painel único de gerenciamento”.

Sim, eu sei o que você está pensando. Através de um painel único de gerenciamento, é possível efetuar vMotion dos seus workloads locais para a nuvem pública AWS com apenas alguns cliques. Se você achou interessante, o Brian Graf fez um post excelente, explicando em detalhes como é o processo de vMotion on-prem para o VMC on AWS. Dá uma olhada.

Resultado de imagem para vmc aws

Ok Pedro, mas nessa parceria quem é responsável pelo o quê?

A VMware é responsável pela infraestrutura que mantém seu SDDC dentro da AWS. Então, procedimentos como atualização de versão, aplicação de patches etc, fica à cargo da VMware. Isso inclui também o suporte técnico.

A aquisição desse serviço é feito junto à VMware em forma de SaaS (software as a service), que pode ser via pay-as-you-go (sob demanda) ou por subscrição de 1 ou 3 anos com pagamento upfront.

Já a AWS é responsável em disponibilizar o seu hardware. Toda a coleção de produtos do SDDC da VMware é executada em bare-metal, ou seja, com hardware exclusivamente dedicado à sua nuvem. O virtualizador nativo é o ESXi. Nada de nested virtualization.

Além disso, é inegável a expertise da AWS em serviços de nuvem. Eu ousaria dizer que a AWS criou a nuvem como ela é atualmente. Suas zonas de disponibilidade espalhadas pelo mundo inteiro, dão flexibilidade para que o cliente escolha o local com menor latência. 

Se você se interessou e quer adquirir o serviço, atualmente é possível contratá-lo em datacenter’s localizados nos EUA, Europa e Ásia. Infelizmente, ainda não há nenhum datacenter no Brasil 🙁

Resultado de imagem para pepe the frog meme sad

Porém, contudo, entretanto, todavia, na VMworld desse ano, tivemos ótimas notícias.

Resultado de imagem para happy pepe the frog

A VMware anunciou que este serviço chegará ao Brasil no segundo quarter de 2019, além de uma série de outras novidades. Good news 🙂

Eu, particularmente, acredito que esse serviço tem um grande potencial. A VMware tem presença incontestável em infraestruturas virtuais através do vSphere. Uma grande fatia dos clientes desejam proteger seu investimento e, por algum motivo, não podem adotar um modelo de nuvem 100% pública. Para isso, esse serviço torna-se muito interessante, pois faz com que o caminho para uma nuvem híbrida seja muito mais fácil que o normal. Em conjunto com a AWS, que tem forte presença e credibilidade no mercado, creio que a adoção desse serviço possa decolar.

Para propulsionar a adoção do serviço, a VMware anunciou uma redução de 50% no preço do serviço. Dessa forma, a VMware quer acelerar o go-to-market e incentivar seus parceiros e distribuidores a fomentar novos negócios.

Se você ficou interessado e quer ver, na prática, como funciona o VMware Cloud on AWS, a VMware disponibilizou, através da plataforma HOL, um laboratório para dar forma à tudo o que ela tem proposto.

Espero que essa leitura tenho sido útil para você.

Até mais!

Um comentário sobre “O que é o VMware Cloud on AWS?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *